Chuva acima da média e instabilidade foram a cara de janeiro no Litoral Norte. E, ao que tudo indica, serão também a de fevereiro. Em Torres, por exemplo, choveu 55% a mais do que esperado para o mês. Estimava-se 106mm, mas foram 163mm, conforme a Somar Meteorologia. Tramandaí também teve mais precipitações do que o habitual: 159mm ante os 142mm previstos.
Parte da explicação para esse fenômeno é um corredor de umidade vindo da Amazônia, que traz consigo áreas de instabilidade para o norte gaúcho. Os ventos vindos do mar também contribuem para os dias menos proveitosos.
Segundo a meteorologista da Somar Meteorologia Juliana Resende, fevereiro deve ter pancadas mais frequentes, com chuva persistente na Metade Norte, incluindo o Litoral, e sendo mais seco na Metade Sul. Bem semelhante com o que aconteceu em janeiro.
Faça chuva ou faça sol, os turistas não perdem a oportunidade de aproveitar o período de férias. Eles começaram a se hospedar em hotéis da região nesta quarta-feira (31) e já ocupam 90% dos 23 mil leitos disponíveis, diz a presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Litoral Norte do Rio Grande do Sul (SHRBS-LN), Ivone Ferraz.
Fonte Gaúcha ZH
Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS