A reportagem da Unidade Móvel da Rádio Maristela se deslocou nesta manhã de quinta-feira, 1 de março, até a ponte de pedra entre Passo de Torres e Torres, para acompanhar o início da Operação  Ferrolho, que reúne a Polícia Militar e Brigada Militar de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná, com barreiras em todas as vias de acesso nas fronteiras dos três estados.
Em entrevista, o tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade, da 6ª Região de Polícia Militar (RPM), com sede em Criciúma, explicou que todos os acessos de fronteira de SC estão fechados para fiscalização de cargas roubadas, tráfico de drogas, foragidos da justiça, entre outros.
Uma ação conjunta entre os Estados para coibir ações criminosas. Na fronteira entre RS e SC são cerca de 30 pontos com barreiras. Em Passo de Torres a Operação conta ainda com a integração de técnicos da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc).
Até o momento a informação é que a Operação não tem previsão de horário de término. Ao longo do dia teremos mais informações sobre o resultado da Operação Ferrolho. Segundo o Coronel Dimitri, a Operação leva o nome de “Ferrolho” fazendo referencia a “tranca de portas e janelas”, por conta da sua extensão com trancamento total de uma área, permanecendo totalmente protegida.
 

 
Fotos: Unidade Móvel e BM