Em cerimônia realizada no Plenário da Câmara na noite de sexta-feira, 13, os vereadores de Passo de Torres entregaram placa de homenagem concedendo título de cidadã honorária passo-torrense a ex-professora Leopoldina Margarida da Silva (88 anos de idade) pelos seus serviços prestados à Passo de Torres.
Com a presença dos vereadores André Porto Silveira (presidente-Progressistas), Altemir Catel Cardoso (MDB), Fabiano Ramos Lopes (PSDB), André Cardoso (Progressistas), Moacir Mello da Rosa (MDB), Amilton Lopes Roldão (PT), Ademilson Batista da Silva (PSDB), Jaci Anacleto Eziquiel (Progressistas), Sálvio Bitencourt da Silva (MDB) e familiares, a sessão solene iniciou chamando à frente a professora Leopoldina Margarida da Silva. Após o presidente abrir a sessão, informar que os decretos legislativos 02 e 03/2018 são de autoria do vereador André Cardoso e justificar a ausência do homenageado Orlando Cardoso com problemas de saúde, foi executado o Hino Nacional Brasileiro e o autor do decreto, Deda, entregou a Leopoldina a placa de cidadão passo-torrense enaltecendo o trabalho da ex-professora em prol da educação, a fé cristã e a solidariedade e também falou do religioso Orlando Cardoso catequista, organizador da igreja e incentivador da fé religiosa. Ainda se manifestou o vereador Fabiano mostrando os bons exemplos dos homenageados ao povo passo-torrense, agradecendo em especial a professora Leopoldina por tudo que ela representou para sua mãe e a comunidade. Já o vereador Sálvio mostrou os trabalhos que os homenageados realizaram no passado e ainda continuam a realizar hoje em prol de sua comunidade.
A sobrinha da homenageada, Maria das Graças, citou os exemplos da tia Leopoldina à família. “Agradeço os conselhos importantes em minha vida e os ensinamentos, mostrando os caminhos a serem seguidos a todos nós”, destacou mostrando gratidão por tudo e agradecendo o vereador André Cardoso e todos os vereadores pela lembrança.
O presidente da Câmara André Porto entregou uma lembrança à homenageada e falou da sua importância a Passo de Torres. “Seu Orlando além de ser catequista, ensinando os caminhos da igreja, fazia a limpeza e preparava a missa. Já a dona Leopoldina foi exemplo na educação, onde encima de uma bike dava aulas em vários locais, ensinando e dando lições de vida e educação”, concluiu o vereador.
Após as homenagens, a homenageada agradeceu toda a lembrança e para encerrar a sessão solene, após posar para fotos, foi servido um coquetel à todos os presentes.
Leopoldina Margarida da Silva
A professora Leopoldina nasceu no dia 03 de março de 1930, em Passo do Sertão, como era chamado anteriormente o município de São João do Sul. Desde cedo tinha um grande objetivo, mas mesmo sabendo do que iria enfrentar não mediu esforços para a realização dos seus sonhos de ser educadora. Estudou por muitos anos e começou a lecionar, pois o seu grande desejo na vida era trabalhar com crianças e jovens na alfabetização. Alfabetizou inclusive jovens surdos-mudos, pois fazia tudo com muita dedicação e amor, mostrando a todos que era preciso que houvesse virtude e valores acima de tudo. Com este intuito e convicção venceu porque sabia que só por meio da educação, viria o resto. É uma pessoa lutadora, humilde e visa sempre o bem-estar de todos.
Fonte: Informativo Regional