Os irmãos Mateus Neves da Silva e Tiago Neves da Silva foram condenados em Júri Popular, pelo homicídio de Cristiano de Oliveira Caetano, na época com 41 anos. A vítima foi assassinada com 20 golpes de faca na região do tórax e rosto e o corpo encontrado na beira mar, em Balneário Arroio do Silva. O crime ocorreu em 28 de janeiro de 2017, sendo os irmãos julgados dois anos e um mês depois do assassinato. 
O primeiro júri do ano na Comarca de Araranguá teve início por volta das 10 horas, sendo finalizado passado das 23 horas. Por maioria dos votos, Mateus foi condenado a 14 anos em regime inicial fechado, pelo homicídio triplamente qualificado, tendo como qualificadoras o motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e meio cruel. Já o irmão Tiago, foi condenado a cinco anos no semiaberto por homicídio simples, já que as qualificadoras não foram reconhecidas pelos jurados.
 
Fonte: portal.cbm.sc.gov.br