Prefeito será oficiado sobre a demanda do grupo. Categoria quer criar associação específica na cidade. O encontro foi realizado com empresários locais e além desses, a presidente do Sindicato dos Hotéis Restaurantes, Bares e Similares do Litoral Norte, Ivone Ferraz, e o Secretário de Indústria e Comércio de Torres, Alexandre Porcatt.

A pauta do encontro foi sobre as possibilidades possíveis caminhos para que os estabelecimentos gastronômicos da cidade pudessem reivindicar melhores condições de trabalho – frente às regras compulsórias emitidas pelo governo gaúcho na prevenção ao Covid-19.

Mas foi, também, debatido a necessidade da união de esforços para que a sociedade de Torres não se refira aos turistas e veranistas como pessoas que estariam atrapalhando ou gerando riscos para os moradores, frente às medidas do distanciamento controlado. Para a maioria do grupo, comentários em redes sociais feitos por torrenses poderiam estar prejudicando a imagem da cidade, consequentemente perdendo a possibilidade de visita de turistas no veraneio (por estes acharem serão mal recebidos).

Nova associação será formada e documento enviado para o prefeito

O Grupo de empresários da gastronomia, a maioria formada de pequenas empresas, também planeja fundar uma associação específica para agrupar os negócios de restaurantes e bares em Torres. E no final da reunião, após o Secretário Alexandre Porcatt compartilhar os esforços que a pasta está fazendo para ajudar os empresários do setor a passarem pela crise com menos impacto negativo – e lembrar que as medidas de contingenciamento para Torres partem do governo do Estado, e não da prefeitura – ficou combinado entre o grupo que:

1 – Será enviado para o prefeito Carlos Souza um ofício, assinado por todos os presentes, onde constará, além da demanda de flexibilização, uma espécie de protocolo já existente no Sindicato da Categoria dos restaurantes, bares e similares. Neste ofício constarão as regras de proteção à contaminação por Coronavírus que estão definidas ponto a ponto. Este protocolo poderá reforçar os pedidos pontuais que, eventualmente, a municipalidade de Torres deverá sugerir para que o setor de gastronomia (bares, restaurantes e lanchonetes) possa receber autorização especial dentro das medidas de contingenciamento incluídas nas bandeiras de risco de contaminação emitidas semanalmente pelo Estado.

2- Será encaminhada uma minuta de criação da nova associação de Classe em Torres.

O secretário municipal Alexandre Porcatt também informou o que o prefeito já afirmou previamente em pronunciamento: que existe um movimento para que o governo do Estado delegue, para os prefeitos dos municípios, a gestão da implantação das normas restritivas, já que existem fatores culturais e sociais em cada cidade/região, além das diferentes estatísticas sanitárias de cada município.

Fonte: A Folha Torres