As ações de vacinação para outras infecções continuam no Brasil e nesta segunda-feira, 12 de abril, começa a 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe que vai até dia 9 de julho, seguindo orientações específicas devido a Covid-19. O Ministério da Saúde (MS) indica que não seja feita a aplicação dos imunizantes contra o Coronavírus e a Influenza ao mesmo tempo. Especialistas recomendam pelo menos um tempo de 14 dias entre uma e outra. O Ministério orienta que as pessoas que estiverem nos grupos prioritários procurem se vacinar antes contra a Covid-19.

Para a Campanha da Vacinação contra a Gripe, haverá drive thru no Parque do Balonismo para os trabalhadores da saúde e gestantes moradoras do centro da cidade, a partir das 8 horas da manhã e vai até durar o estoque das doses. O trabalhador da saúde que estiver com o esquema incompleto da vacinação da Covid-19 deverá optar por esta vacina e, após 15 dias poderá fazer a imunização da Gripe. É necessário que todos levem a carteira de vacina.

A vacinação de gestantes, puérperas e crianças de 6 meses a menores de 6 anos, ocorrerão nos ESFs, sem agendamento. A sala de vacina do Posto Central vai atender somente as crianças de 6 meses a menores de 6 anos.

Nestas ações de imunização contra a Gripe, também é solicitado, sem obrigatoriedade, que a população doe alimento não perecível que será conduzido à Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos. É a Campanha da Vacina Solidária.

A Campanha de Vacinação contra a Gripe será realizada por grupos prioritários e ocorrerá em três etapas:

  • Primeira etapa (12/04 a 10/05): crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes; puérperas; povos indígenas; trabalhadores da saúde;
  • Segunda etapa (11/05 a 08/06): idosos com 60 anos e mais; e professores das escolas públicas e privadas;
  • Terceira etapa (09/06 a 09/07): pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; pessoas com deficiência permanente; forças de segurança e salvamento, forças armadas; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Central de Jornalismo – Rádio Maristela

Foto: Prefeitura Municipal de Torres