A rapadura de Santo Antônio da Patrulha, no Litoral Norte, foi reconhecida como de relevância cultural e turística no Rio Grande do Sul. O plenário da Assembleia Legislativa aprovou na tarde da última terça-feira, 8 de março, o projeto de Lei nº 54/2017, do deputado Gabriel Souza (MDB), por unanimidade (43 votos). O texto propõe a valorização do produto típico da gastronomia patrulhense.

Para o parlamentar, a rapadura está ligada à história local e, além de valorizar o município, registra o produto como símbolo do turismo e da cultura do RS. “De uma produção totalmente artesanal há mais de um século aos dias de hoje, com equipamentos modernos e tecnologia, Santo Antônio segue sendo uma referência na produção e comercialização de alimentos e bebidas a partir da cana-de-açúcar”, destaca Gabriel Souza.

Atualmente, as indústrias localizadas no 2º distrito de Santo Antônio da Patrulha, na localidade de Costa da Miraguaia, comercializam mais de 70 produtos derivados da cana-de-açúcar em todo Brasil.  Segundo dados de 2020, a indústria de rapadura representa cerca de 20% do total de valor adicionado de ICMS no município, além de gerar cerca de 2 mil empregos diretos e indiretos.


Fonte: JPN/AL