O Governo de Santa Catarina divulgou um decreto flexibilizando o uso de máscaras no estado a partir deste sábado, 12/03.

Agora, o uso do item utilizado para proteção contra o Covid-19 deixa de ser obrigatório também em ambientes fechados e passa a ser uma recomendação.

Em declaração, a Secretaria de Saúde do Estado esclareceu que o governo realizou uma análise minuciosa do boletim epidemiológico para tomar essa decisão.

Com mais de 82% da população vacinada, a gestão de Santa Catarina diz estar segura em flexibilizar o uso de máscaras.

O uso obrigatório de máscaras estava previsto no decreto estadual 1.371/2021, que alega estado de calamidade pública em todo o território catarinense.

Em outros estados do Brasil, como São Paulo, já havia sido retirada a obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre. Contudo, em ambientes fechados, no transporte público e dentro das escolas o uso permanece obrigatório no território paulista.

 A utilização de máscaras por crianças entre 6 e 12 anos deixou de ser obrigatória em Santa Catarina, de acordo com o decreto 1.769/2022, publicado no dia 2 de março. O Governo alegou que a medida segue as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A Federação Catarinense de Municípios (Fecam), assinou manifesto para manter o uso de máscaras em escolas enquanto não houver cobertura vacinal suficiente nas crianças e adolescentes.