A Prefeitura de Imbé iniciou a ação “Varredura Contra a Dengue”, que reuniu equipes formadas por agentes de combates a endemias, agentes comunitários de saúde (ACS) e visitadores do Programa Primeira Infância Melhor (PIM), num processo de checagem de casas do município para levantar situações que possam estar relacionadas a dengue e realizar a avaliação do ambiente.

“A ação visa a fiscalização do ambiente, assim como a facilitação ao acesso das residências, tendo em vista que os ACS e os visitadores do PIM já conhecem muitas famílias”, explicou a coordenadora da Atenção Primária em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Roqueli Matos.

Neste mês Imbé registrou os três primeiros casos de dengue de sua história, por isso, buscando evitar que a situação se alastre, é importante que as formas de prevenção a criação do mosquito Aedes Aegypti, responsável por transmitir a doença, sejam praticadas. A maneira mais efetiva é a eliminação de possíveis criadouros do inseto que, caso necessário, podem ser identificados com o auxílio das equipes do município.

A infecção por dengue pode ser assintomática, apresentar quadro leve, sinais de alarme e de gravidade. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta, de início abrupto, que geralmente dura de dois a sete dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, além de prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, e manchas vermelhas na pele, também podem acontecer erupções e coceira. A forma grave da doença inclui dor abdominal intensa e contínua, náuseas, vômitos persistentes e sangramento de mucosas.

Fonte: Ascom Prefeitura de Imbé