Na tarde da última quinta-feira, 26 de maio, 17 entidades de oito municípios se reuniram no em Três Cachoeiras para discutir as oportunidades e desafios da cadeia produtiva do açaí juçara, esse encontro pode ser o ponto de partida para consolidar a região do Litoral Norte do Rio Grande do Sul e o Sul de Santa Catarina como polo produtor dessa espécie chave da Mata Atlântica.

O Litoral Norte Gaúcho conta, atualmente, com 72 famílias produtoras e quatro agroindústrias para transformar os frutos na polpa comercializada para mais de 100 pontos de venda nas regiões de Porto Alegre e Florianópolis, além do comércio institucional.

Depois das apresentações do professor André Gonçalves e da engenheira florestal Carla Dornelles do Centro Ecológico, os representantes das entidades participantes avaliaram soluções para os principais empecilhos produtivos do açaí juçara. Promover intercâmbios entre pessoas e organizações envolvidas na produção e consumo, mutirões com capacitação, elaboração de um manual de manejo e plantio e divulgação, foram algumas propostas levantadas.

Participaram do encontro organizações dos municípios de Morrinhos do Sul, Três Forquilhas, Maquiné, Imbé, Três Cachoeiras, Torres, Itati representando o estado do RS e o município de Praia Grande, representando SC, sendo eles:

Grupos de agricultura ecológica
Associação dos Colonos Ecologistas da Região de Torres Núcleo Raposa (Acert Raposa);
Boa União;
Casa Juçara;
Ecotorres do José;
Grupo Verde Vale;
Rio Bonito;
Sementes do Amanhã;

Agroindústrias
Agroindústria Familiar Barabacuá (Praia Grande/SC);
Agroindústria Ecológica Morro Azul;
Associação de Mulheres Agricultoras para o Desenvolvimento Comunitário de Três Forquilhas (Amadecom);

Cooperativas de consumidores
Cooperativa de Consumidores de Produtos Ecológicos de Três Cachoeiras (Coopet);
Cooperativa de Consumidores de Produtos Ecológicos de Torres (Ecotorres);

Entidades de assessoria
Associação de Estudos e Projetos com Povos Indígenas e Minoritários (Aepim);
Centro Ecológico;

Indígenas
Aldeia Indígena Mbya Guarani de Maquiné;

Sindicatos
Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Três Cachoeiras;

Com informações AMTRU

Fotos: ASCOM AMTRU