AO VIVO
AO VIVO
Home » Organizadores de culto afro-brasileiro realizado em Torres emitem nota de esclarecimentos

Organizadores de culto afro-brasileiro realizado em Torres emitem nota de esclarecimentos

por Central de Jornalismo
A+A-
Reset

A Rádio Maristela, a partir de denúncia sobre a realização de “evento” no último sábado, 16 de maio, no bairro Centenário de Torres, diante da proibição de eventos por parte dos decretos Estadual e Municipal em vigência desde março de 2020, realizou duas publicações noticiosas (Notícia 1 e Notícia 2), apurando o ocorrido juntamente aos envolvidos, com esclarecimentos por parte da Brigada Militar de Torres, da Prefeitura Municipal e com depoimento publicado na página da Rádio no Facebook de uma das organizadoras.

Na tarde de terça-feira, 19, o Babalorixá Diogo de Campos Ilê Axé laion, acompanhado de mais dois membros da sua Casa de Religião, estiveram na Rádio Maristela para informações, quando solicitamos que emitissem uma nota de esclarecimento que foi enviada à emissora na tarde de ontem, quarta-feira, 20, a qual segue na íntegra:

“Declaramos que o que ocorreu no dia 16/05/2020 não se tratava de um evento e sim de uma cerimônia religiosa, na qual não haviam 50 pessoas como dito em notas anteriores e, sim, 30 pessoas. Antes mesmo da realização da cerimônia procuramos saber se poderíamos realizar a mesma buscando pedir uma autorização na prefeitura, a qual nos deu um protocolo vindo após nos informar que a prefeitura não disponibiliza autorizações para realizações de qualquer tipo de manifestações em ambientes particulares. Sendo assim, poderíamos realizar. Havíamos ido também informar a Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul na cidade de Torres sobre a mesma, recebendo assim o carimbo e assinatura levando a entender que estaria tudo certo. Mantivemos todas as precauções contra o COVID-19 com distanciamento das pessoas e disponibilização de álcool gel.”.

Ao final da Nota, os organizadores pedem desculpas aos moradores do bairro Centenário por algum transtorno e informam que não haverá mais manifestações religiosas no local.

Os organizadores também encaminharam à emissora a lista de participantes contendo 20 confirmações, da disponibilização de Álcool-gel e imagens do local, demonstrando que se tratava de espaço aberto, ventilado e amplo.

Em Nota também foi reforçado que os dois ônibus apontados na denúncia como fretamento dos participantes, não fizeram parte da cerimônia. Os veículos estão estacionados no local desde muito antes do evento. Essa informação também foi esclarecida em matéria publicada ontem pela Rádio Maristela.

Central de Jornalismo – Rádio Maristela

Copyright @2024 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido e criado por Cadô Agência de Marketing