A Secretaria da Educação (Seduc) promove, nesta quinta-feira (15), uma mobilização entre os professores da rede estadual para debater a nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que será implantada a partir de 2019 em todo o país, na Educação Infantil e no Ensino Fundamental.
No Rio Grande do Sul, serão 2.545 escolas e mais de 60 mil professores mobilizados, a partir das 30 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs). Nesse dia, não haverá aulas na rede estadual e os professores estarão dedicados a debater as competências e as normativas do BNCC. As Escolas que não conseguirem parar no dia de hoje, farão seu debate em outra data para compor os estudos da nova base curricular, que se dará ao longo de todo o ano.
A realização da mobilização para estudo da nova base curricular segue orientação do MEC, em conjunto com o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), e da União dos Dirigentes Municipais da Educação (Undime).
 
Novo Referencial Curricular do RS
Ainda neste ano, a rede estadual deverá debater o Novo Referencial Curricular, complementar ao BNCC. Para tanto, o governo do Estado vai constituir uma comissão de 22 professores representando a Seduc, a Undime e o Sindicato do Ensino Privado no Rio Grande do Sul (Sinepe RS) para debater o novo currículo.
Posteriormente, será criado um site para que professores das três redes sugiram assuntos a serem trabalhados no novo currículo. As consultas públicas estão previstas para ocorrer até o final do mês de junho.
O novo projeto visa a agregar temáticas regionais como história, cultura e diversidade étnico-racial. Podem entrar questões de variação linguística, danças folclóricas, fauna e flora, história, artistas gaúchos, o que for regional e importante para as escolas do Rio Grande do Sul.
Para a diretora do Departamento Pedagógico da Seduc, Sônia Rosa, a implementação da BNCC e a construção do Referencial Curricular permitirão um olhar mais atento aos fenômenos sociais, políticos e culturais do estado. “O Referencial será um balizador na construção dos currículos nas escolas. Por isso, a importância do Dia D, que viabiliza o conhecimento da organização e da estrutura da BNCC, bem como as macrocompetências para as etapas da Educação Infantil e do Ensino Fundamental”, explicou.
Sobre a BNCC
A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) foi homologada em 20 de dezembro de 2017 para a Educação Infantil e o Ensino Fundamental. A BNCC serve como referência para a construção e a adaptação dos currículos de todas as redes de ensino do país.
As redes e escolas seguem com autonomia para elaborar, por meio do currículo, metodologias de ensino, abordagens pedagógicas e avaliações, incluindo elementos da diversidade local e apontando como os temas e disciplinas se relacionam.
A BNCC e os currículos têm, portanto, papeis complementares: a Base dá o rumo da educação, mostrando aonde se quer chegar, enquanto os currículos traçam os caminhos.
Mais informações: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/
 
 

Fonte: Ascom Seduc / Blog da Gaby