Um aporte imediato de mais R$ 20 milhões na saúde catarinense foi articulado entre o governador Eduardo Pinho Moreira e o presidente da República, Michel Temer, ontem, quarta-feira, 25, em Brasília.
O incremento é para atender serviços de média e alta complexidades realizados na área da saúde em Santa Catarina e corresponde à dívida da União com o Estado. Para o governador, os valores são volumosos e necessários no custeio das instituições catarinenses.
Os serviços realizados sem a cobertura federal causaram um déficit mensal de R$ 17,7 milhões, chegando aos R$ 212,9 milhões ao ano. O valor é resultado de um estudo feito em conjunto pelas equipes técnicas da secretaria de Estado da Saúde e do Ministério da Saúde, e por integrantes do Fórum Parlamentar Catarinense.
 
Fonte: Nortesul