O calendário do pagamento do Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) já terminou no Rio Grande do Sul, mas os prazos para exigência do licenciamento de 2018 ainda não venceram para algumas placas. No caso dos veículos com placas com finais 1,2 e 3, as autoridades que fiscalizam o trânsito já podem exigir o novo documento.
Para números com outros finais, os prazos se encerram nos próximos meses. Para placas que terminam em 4, 5 ou 6, o novo documento é obrigatório a partir de 1º de junho. Para os finais 7 e 8, a exigência do licenciamento deste ano ocorre a partir de 1º de julho. Já para as placas que terminam em 9 e 0, a obrigatoriedade é a partir de 1º de agosto.
As informações foram divulgadas pelo Departamento Estadual de Trânsito do RioGrande do Sul (Detran-RS), que alerta que, além do pagamento do IPVA, a emissão do documento do veículo está condicionada ainda ao pagamento de outras taxas.
O proprietário deve quitar também o seguro obrigatório (DPVAT), a taxa de expedição do CRLV (Certificado de Registro e de Licenciamento do Veículo) e multas vencidas, se houver. Caso tenha pago o IPVA e ainda não tenha recebido o documento, o proprietário deve primeiro verificar junto ao DetranRS se quitou todos os itens que compõem o licenciamento ou ainda se há algum processo pendente. É possível consultar a situação do veículo e do
envio do documento no site, em Consulta de Veículos, informando a placa e o Renavam.
Conforme o Código Brasileiro de Trânsito, dirigir veículo com licenciamento vencido é infração gravíssima, passível de multa de R$ 293,47, sete pontos na CNH, além de remoção do veículo a depósito, até a regularização.
 
 
Fonte: Litoral na Rede