Após ser apontado pelo Ministério da Saúde como município com vacinação contra a poliomielite abaixo de 50%, a Secretaria Municipal da Saúde de Osório, bem como demais cidades, discorda dos números, relata problemas em sistema para informar dados de imunização e apresenta números oficiais.
Conforme dados do site do SIPNI e BI do próprio Ministério da Saúde, em 2017, foram aplicadas 581 doses da
Poliomelite em crianças menores de um ano o equivalente a 94% da sua meta.
No ano, o município registrou o nascimento de 618 crianças. Essa porcentagem é diferente dos dados
apresentados pelo Ministério da Saúde de menos de 50%.
O secretário de saúde Emerson Magni explica que a informação via sistema ao Ministério da Saúde dos números
da vacinação da poliomielite é um assunto que vem sendo discutido juntamente com demais municípios gaúchos
desde o ano passado.
“Os osorienses podem ficar tranquilos. Em 2017, passamos da meta de 90% e após a divulgação da informação
nesta quinta-feira que não condiz com nossos números reais, voltamos a debater com o Estado e o Ministério
sobre a informação ao sistema. Já havíamos falado sobre esse assunto e não conseguimos sanar o problema que
atinge Osório e demais municípios do Estado. O problema é apenas a transmissão da informação. As crianças
foram vacinadas como sempre tem ocorrido em nosso município. Preconizamos pelos cuidados e com a
conscientização sempre conseguimos atingir as metas”.
Magni informou ainda que o que tranquiliza é que Estado tem conhecimento do número das crianças imunizadas
contra a Polio em Osório. A meta foi atingida e isso é fundamental para a prevenção.

Fonte: Litoral Mania