Mulher que desapareceu em 2017 no Litoral foi assassinada, conclui Polícia Civil

Publicado em 6 de dezembro de 2018

O misterioso desaparecimento de uma mulher que trabalhava em uma casa noturna de Capão da Canoa foi esclarecido pela Polícia Civil. Mirian Amaral Siqueira Camargo sumiu no dia 1º de maio de 2017, data em que completaria 30 anos. O corpo nunca foi localizado, mas a investigação apontou que ela teria sido assassinada por um homem, morador de Maquiné, com quem mantinha um relacionamento. A partir do inquérito policial, a Justiça decretou a prisão preventiva do suspeito. Ele nega envolvimento no crime. Segundo a Polícia, um dia antes de seu aniversário, Mirian saiu de Capão da Canoa e foi para a chácara onde o acusado morava na localidade conhecida como Faxina, em Maquiné. Depois disso, ela não foi mais vista. Familiares da vítima acionaram a Polícia porque aguardavam por ela na Estação Rodoviária de Porto Alegre no dia do aniversário, mas a mulher não apareceu. De acordo com o delegado Roland Short, as roupas que Mirian vestia no dia do desaparecimento foram encontradas na chácara. O suspeito deve permanecer preso à disposição da Justiça. Não há previsão para julgamento do caso.

Fonte: Litoral de Rede


Ler comentários.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Requer os campos marcados *


Rádio Maristela

Current track
TITLE
ARTIST

Background
WordPress HTML5 Audio Player Plugin
No ar agora

Tá Rolando

Tá Rolando

22:00 24:00


No Ar Agora:
Desenvolvido por