Na madrugada desta sexta-feira, 9 de agosto, a Brigada Militar através do Comando do 2º Batalhão de Policiamento de Áreas Turísticas (BPAT) em conjunto com a Polícia Militar de Santa Catarina, com Guarnições do 19º BPM, PPT, BOPE, COBRA e apoio da Polícia Rodoviária Federal e Polícia Civil/RS, desencadeou a operação FORÇA TÁTICA DIVISA.

A Operação teve o objetivo de desarticulação de uma quadrilha atuante na divisa dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, especificadamente nos municípios de Mampituba/RS, Praia Grande/SC e São João do Sul/SC, sendo essa quadrilha a responsável pelo tráfico de entorpecentes, roubos à comércios, à residências e homicídios acontecidos na região.

De acordo com a Brigada Militar, a Operação se deu a partir de informações obtidas através de fontes anônimas, bem como, nas atividades de inteligência, monitoramentos de indivíduos, locais e registros de ocorrências na região, além das buscas em sistemas de integrados à agência local de inteligência do 2º BPAT, em parceria com a Força Tática da 2ªCia. Trabalho que obteve êxito na identificação dos indivíduos participantes desta quadrilha, bem como na localização das residências dos mesmos.

Os mandados foram expedidos pela Comarca de Torres (RS) e os cumpridos em Santa Catarina recebidos e despachados para cumprimento pela Comarca de Santa Rosa do Sul (SC).

Prisões e apreensões realizadas

No município de Mampituba, localidade Roça da Estância, foi preso pela Brigada Militar do RS o individuo que tem por nome as iniciais CS, atualmente foragido do sistema prisional, com antecedentes por tráfico de drogas, colete à prova de balas, armas, homicídio, roubo a estabelecimento comercial e veículo, porte ilegal de arma de fogo e lesão corporal. CS foi preso na posse de armas de fogo, munições, 53 buchas de cocaína e um tablete de aproximadamente 1kg de maconha.

Também em Mampituba, na localidade de Tacuaruçú, foram presos FSS, com antecedentes criminais e portando um revólver calibre 38, uma pistola 9mm Glock, munições, 1Kg de cocaína, R$ 850,00 em espécie e um iPhone X; SST, com antecedentes por posse de entorpecentes, desacato, dano, fato em tese atípico, lesão corporal, recaptura de presos e prisão cumprimento de mandado, com ele foi apreendido 8 tabletes de maconha, 33 buchas de cocaína, R$ 135,00 em espécie, quatro celulares e ARS, com antecedentes por estupro e outros crimes, o qual estava armado e atirou contra a guarnição, que revidou lesionando o mesmo no braço direito, sendo este encaminhado imediatamente ao hospital de Praia Grande/SC, sendo apreendido uma espingarda calibre 32 e 6 munições intactas e 5 deflagradas.

Em Praia Grande/SC, a Policia Militar de Santa Catarina realizou a prisão do indivíduo DSF, com antecedentes registrados no RS por roubo a residência, tráfico e ameaça. Já no registro no Estado de Santa Catarina, o preso possui antecedentes por descumprimento de ordem judicial, associação criminosa, receptação, roubo em residência, posse irregular de arma de fogo de uso permitido, posse irregular de munição ou acessório uso permitido, resistência, desobediência , cumprimento de mandado, tráfico de drogas. Também foi apreendido na residência de DSF uma espingarda calibre 12, cano sobreposto boito, munições, uma pistola GLOCK calibre 9mm, duas placas balísticas, R$ 6.000.00 em espécie), toucas ninja, uniforme camuflado, balança de precisão, supressor de ruídos e um escudo balístico.

De acordo com informações a partir da Operação, foi encontrado na residência do preso um esconderijo tipo “bunker” embaixo da residência e um escudo balísticos no local, que seriam para o criminoso ter suposta vantagem quando de investidas de facções criminosas rivais ou de equipes policiais.

Diante dos fatos foi dado voz de prisão aos indivíduos e apresentados na Delegacia de Polícia Civil do município de Torres, exceto ARS que encontra-se hospitalizado no Hospital de Praia Grande/SC.

Fonte: BM de Torres

Por Central de Jornalismo da Rádio Maristela