Na noite de ontem, quinta-feira, 27 de agosto, saiu o resultado da votação que decidiu se os trabalhadores do Hospital Regional Deputado Affonso Ghizzo de Araranguá (HRA) entrariam em greve ou não.

Com 51% dos votos, os funcionários optaram por continuar com o atendimento normal na unidade e aceitar o acordo proposto pelo Instituto Maria Schimitt (IMAS), organização social que administra o hospital.

As reivindicações do movimento organizado pelo Sindisaúde foram o pagamento retroativo do reajuste salarial que desde março não é repassado aos funcionários e um abono no valor de R$ 600 reais.

Com a votação, a proposta do IMAS foi aceita e ficou decidido que os trabalhadores receberão o reajuste retroativo de 4,74%, pago em três parcelas e não terão nenhum abono.

Fonte: Portal Agora