O bispo da Diocese de Osório, dom Jaime Pedro Kohl, e presidente da Rádio Maristela 106.1FM, dedicou em seu artigo semanal uma mensagem pelo Natal e pelo novo ano que se avizinha. Com o título “Presépio: admirável sinal”, faz referência ao papa Francisco que realizou uma reflexão sobre o significado do Presépio no Natal de 2019.

Segundo dom Jaime, o Presépio sempre foi fonte de inspiração mística, especialmente a partir da experiência de São Francisco de Assis, que pela sua simplicidade e sensibilidade inaugurou com os seus companheiros a prática de celebrar o Santo Natal com a montagem do Presépio.

Dom Jaime explica que papa Francisco sabiamente convida e incentiva todas as famílias a dar continuidade a essa bela tradição cristã de montar o Presépio, porque por mais simples que seja é uma forma de não perder o verdadeiro sentido do Natal, fazer memória da maravilhosa iniciativa divina, que vem colocar sua tenda entre nós, assumindo a nossa condição humana para que, num certo sentido, ela seja divinizada. Diz o papa: “Trata-se verdadeiramente de um exercício da imaginação criativa, que recorre aos mais variados materiais para produzir em miniatura, obras primas de beleza”.

Confira a mensagem de dom Jaime, na íntegra:

Presépio: Admirável Sinal

Esse jeito de falar do Natal que o papa Francisco propôs para 2019, o Regional Sul III assumiu seu conteúdo na reflexão para os encontros de Advento em preparação ao Natal deste ano. A meu ver vale apena debruçar-nos sobre esse jeito de ler e meditar os acontecimentos que estamos celebrando nesses dias.

Não é muito da nossa cultura ocidental, marcada pelo racionalismo, se utilizar de uma hermenêutica mais contemplativa, como costumam fazer os orientais. Mesmo assim o Presépio sempre foi fonte de inspiração mística, especialmente a partir da experiência do ‘Poverello d’Assise’ que pela sua simplicidade e sensibilidade inaugurou com os seus companheiros a prática de celebrar o Santo Natal com a montagem do Presépio.

Hoje, o papa Francisco sabiamente convida e incentiva todas as famílias a dar continuidade a essa bela tradição cristã de montar o Presépio, porque por mais simples que seja é uma forma de não perder o verdadeiro sentido do Natal, fazer memória da maravilhosa iniciativa divina, que vem colocar sua tenda entre nós, assumindo a nossa condição humana para que, num certo sentido, ela seja divinizada. Diz ele: “Trata-se verdadeiramente de um exercício da imaginação criativa, que recorre aos mais variados materiais para produzir em miniatura, obras primas de beleza”.

E ainda: “Armar o Presépio em nossas casas ajuda-nos a reviver a história sucedida em Belém. Naturalmente os Evangelhos continuam a ser fonte, que nos permite conhecer e meditar aquele acontecimento; porém sua representação no Presépio ajuda a imaginar as várias cenas, estimula-nos os afetos, convida-nos a sentirmo-nos envolvidos na história da salvação”.

Por isso “Admirável Sinal”, porque mexe com nossos sentimentos e afetos, levando as pessoas a perceber que os acontecimentos passados tem conexão com nossa história e vida, hoje. Aqui no Presépio o universo fala (estrela), a criação (os animais) fala, ainda mais às pessoas (sagrada família, os pastores, os sábios do oriente…) falam e anunciam algo importante que é para todos os homens: “Hoje, nasceu para vós na cidade de Davi o Salvador, o Messias e Senhor”.

Famílias queridas, especialmente aquelas que tem crianças e adolescentes, não deixem passar a ocasião de introduzir esse “Admirável Sinal” em vossa casa. Montem junto com vossos filhos um pequeno Presépio, respondendo as perguntas que certamente farão sobre o significado de cada peça ou personagem. Esse pode ser o primeiro passo da iniciação a vida cristã. Essa prática suscita neles a curiosidade de conhecer Jesus e perceber Nele o carinho que Deus tem para com eles e para toda a humanidade.

Para refletir: Nossa família costuma montar um presépio em casa? A árvore de Natal? Quais sinais cristãos ornamentam nossa casa nesse tempo litúrgico? Como é nossa Ceia de Natal? Como será nesse ano com as restrições da pandemia? Qual gesto podemos fazer que mostra nossa capacidade de solidariedade com os pequenos e pobres?

Textos bíblicos: Is 9, 1-6; Hb 1, 1-6; Lc 2, 1-14; Sl 95(96).

Dom Jaime Pedro Kohl – Bispo de Osório

Fonte: Diocese de Osório