Nesta quarta-feira, dia 26 de maio, o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), que desenvolve a política de vigilância em saúde na condição de gestor/coordenador, divulgou um boletim genômico do coronavírus, que aponta o predomínio da variante P.1 no Rio Grande do Sul.

Foram analisadas 516 amostras de 112 municípios gaúchos, sendo que em 91% dos exames o resultado foi indicativo para essa linhagem.

Conforme o boletim, desde a primeira detecção da variante P.1 no Estado, ocorrida em janeiro, esse tipo de mutação do SARS-CoV-2 aumentou sua proporção entre as amostras sequenciadas. Todas as 161 amostras coletadas em maio deram resultado para a P.1, assim como 244 das 246 (99%) de abril.

Em Torres, a variante P.1 foi detectada pela primeira vez em março deste ano. Na atualização do Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, nesta quarta-feira, dia 26 de maio, 33 casos ativos foram registrados de Covid-19.

Neste Boletim, estão registrados, contando desde o início da pandemia, 5.562 casos confirmados, com 5.429 recuperados, 26 pacientes em isolamento domiciliar e 100 óbitos.
Porém já são 11.346 casos descartados da infecção COVID-19.

Foto: Divulgação SES