Ocorrência de incêndio em vegetação na Serra do Faxinal, em Praia Grande/SC, na última segunda-feira, 09 de agosto, ocorre cinco dias após incêndio em pousada na mesma região e, novamente, o Corpo de Bombeiros Militar de Passo de Torres não consegue chegar ao local devido a falha mecânica em seu único caminhão de combate de incêndios.

A Central de Jornalismo da Rádio Maristela, em conversa com o tenente-coronel Luiz Felipe Lemos, comandante do 4º Batalhão de Bombeiros Militar, com sede em Criciúma, obteve a informação de que a ocorrência do dia 04 de agosto seria um caso isolado. Porém, na última segunda-feira, 09 de agosto, novamente a mesma viatura apresentou falhas mecânicas, impedindo os bombeiros chegarem ao local.

Em novo contato com o tenente-coronel Lemos, o comandante reiterou que as manutenções nos veículos de uso dos bombeiros estão sendo realizadas. No caso da ocorrência dessa semana, o comandante informou que foi deslocado outros dois caminhões do município de Sombrio para a continuidade do atendimento e que um dos caminhões permanece na região enquanto perdurar a manutenção da viatura de Passo de Torres.

“Trata-se de uma situação ímpar, não é rotina a baixa desta viatura e ela está em ótimas condições de uso”, afirmou o tenente-coronel Lemos sobre a permanência do caminhão em Passo de Torres, ainda que em curto intervalo de tempo tenha apresentado problemas mecânicos e impedido o atendimento dos bombeiros.

A corporação de Passo de Torres está sob o comando imediato do quartel de Sombrio, o qual tem por comandante o primeiro tenente Ricardo Cavaler Bianchi, que confirmou que está previsto um investimento financeiro para as forças de segurança, incluindo o CBMSC.

“Teremos em breve muitas melhorias, porém são compras vultosas, com dinheiro público, por isso não acontece na velocidade que gostaríamos”, confirma o primeiro tenente Bianchi.

O Pelotão do Corpo de Bombeiros Militar de Passo de Torres atende ocorrências nos municípios de Passo de Torres, São João do Sul e Praia Grande.