O Município de Arroio do Sal, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, aplicará a dose de reforço em idosos com 70 anos ou mais e nas pessoas consideradas imunossuprimidas no dia 23 de setembro, quinta-feira

Para os idosos acima de 70 anos, a dose de reforço será aplicada SOMENTE após seis meses da segunda dose ou dose única. Já para os imunossuprimidos, o reforço será aplicado SOMENTE após 28 dias da segunda dose ou dose única. Conforme orientação do Ministério da Saúde, por enquanto, apenas esses dois públicos poderão receber a dose de reforço contra a Covid-19.

A vacinação da dose de reforço se dará das 8h às 10h, no ESF Centro, localizado na Rua Joaquina Vargas, nº 198, e no ESF Rondinha, na Rua K, nº 6900.

Em relação as vacinas que serão utilizadas, o Ministério da Saúde orienta para utilização no reforço, preferencialmente, a vacina da Pfizer. Porém, na falta dessa, pode ser utilizada como alternativas as vacinas da Janssen ou Astrazeneca.

Segundo o secretário municipal da Saúde, Diego Feldmann, o reforço foi adotado para dar uma maior proteção aos idosos e imunossuprimidos, por serem mais vulneráveis.

“Estudos indicam que esses grupos possuem maior chance de desenvolver casos graves da doença, mesmo já tendo recebido as duas doses de vacinas contra a Covid-19. Portanto, pedimos a todos os idosos acima de 70 anos e as pessoas imunossupirimidas que reforcem a sua proteção”, orienta o secretário.

>> DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

No ato da vacina é necessário apresentar CPF, Cartão do SUS, Carteira de vacinação e comprovante de residência de Arroio do Sal. As pessoas imunossuprimidas devem apresentar laudo que comprove a doença (original e cópia).

>> VACINAÇÃO SOLIDÁRIA

A Prefeitura Municipal de Arroio do Sal está recebendo doações de alimentos não perecíveis nos pontos de vacinação, a serem destinados às famílias e vulnerabilidade social no Município.

:: Quer receber as notícias da Prefeitura de Arroio do Sal no seu celular? Basta salvar o número (51) 3687-3550 na sua agenda e enviar uma mensagem com o texto: “Notícias”.

Fonte: Melissa Maciel / Ascom PMAS