Faltando dois dias para o encerramento das operações da rodoviária de Torres no antigo endereço, localizado atualmente na Avenida José Bonifácio, 524, o endereço onde será instalada a nova rodoviária segue sem definição, bem como a data de início de funcionamento.

Segundo o proprietário da empresa Kurz e Leal Ltda, vencedora da licitação que irá operar a nova rodoviária, Arthur Guilherme Otto Leal, o local escolhido em um primeiro momento pela empresa, que ficava na avenida Castelo Branco, foi descartado após reunião com a prefeitura de Torres, onde a mesma alegou que a rotatória próxima a edificação não comportaria o trânsito de ônibus.

No momento, dois locais são considerados os possíveis futuros endereços da nova rodoviária: a antiga churrascaria Mirim, localizada na Rodovia Estrada do Mar, Rua Universitária, 500; e um terreno, localizado na BR 101, Km 02, na Vila São João, atrás do posto Ipiranga.

No dia 23 de setembro, o secretário de planejamento de Torres, Matheus Junges, se manifestou através de ofício n°189/2021, onde declara que após análise, em termos de mobilidade urbana, o local mais indicado pela prefeitura do município é o endereço da Vila São João. No caso da empresa concessionária optar pelo ponto, a prefeitura solicita um croqui de estrutura provisória e o tempo máximo da utilização da estrutura provisória.

O proprietário da concessionária declarou à central de jornalismo da Rádio Maristela que tem como preferência o endereço da Estrada do Mar: “Pensando na população e na logística para os ônibus, acredito a antiga churrascaria Mirim seja a melhor opção, pois já está pronta para começar as operações após a liberação. Na BR 101 oque me sugeriram foi algo muito precário, com container e toldos para atender a população” ponderou o empresário Arthur, que alega que aguarda autorização para liberação do funcionamento da rodoviária no local, por parte do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer-RS).

Por que a necessidade de um novo endereço?

A empresa licitada que operava a antiga rodoviária optou por não renovar a licitação, que finda no dia 30 de setembro de 2021. O prédio, onde atualmente funciona a rodoviária pertence a esta empresa, sendo assim, não há a possibilidade do aproveitamento da edificação por parte da nova empresa concessionária, Kurz e Leal Ltda.

A prefeitura de Torres destaca que o processo licitatório não envolveu o município, já que não se trata de uma licitação municipal, ela é estadual, com encaminhamento pelo Daer.

Até o momento, não existe um prazo para que o Daer emita a autorização para o uso do local. A antiga rodoviária encerra suas atividades na quinta-feira, dia 30 de setembro de 2021. A preocupação de moradores e turistas, é de que os serviços poderão ficar paralisados até realização de tramites.