O Ministério Público de Capão da Canoa fiscalizou, juntamente com outros órgãos e instituições, dois comércios de alimentos no município. No local quase meia tonelada de produtos impróprios para o consumo foram apreendidos para descarte.

Conforme o Ministério Público, os principais problemas encontrados nos locais vistoriados foram produtos vencidos, sem procedência e em condições de higiene inadequadas. “Em um dos locais, que foi interditado para limpeza, a mercadoria que estava no balcão teve que ser inutilizada pela falta de higiene, além da falta de procedência de produtos”, contou a promotora de Justiça Luziharin Tramontina.

Além do MPRS, participaram da fiscalização representantes da Vigilância Sanitária Municipal de Capão da Canoa, Vigilância Ambiental de Capão da Canoa, Secretaria da Agricultura (departamento em Osório), 18ª Coordenadoria de Saúde e Patrulha Ambiental da Brigada Militar, com o apoio do patrulhamento ostensivo da BM.


Fonte: ASCOM MPRS