Ao final de 2021, o Litoral Norte do Rio Grande do Sul terá 48 grupos de famílias agricultoras produzindo sem agrotóxicos. Quatro novos grupos devem se somar aos 43 já existentes na região, a partir do término, na quarta-feira, 20 de outubro, do curso sobre princípios básicos da agricultura ecológica, ministrado pelo Centro Ecológico no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Três Cachoeiras.

Fotos: Centro Ecológico


“São menos pessoas usando veneno, menos pessoas usando adubos químicos, mais pessoas preocupadas com a conservação e a preservação dos recursos naturais”, avalia Carla Dornelles, do Centro Ecológico. Conforme a técnica, além dos quatro novos grupos que fizeram o curso, há mais um se formando em Morrinhos do Sul.

De Mampituba, o Grupo Ecológico da Chapada (GEC) foi representado por Solange da Silva Pacheco e Josemar Rodrigues da Silva. Solange conta que, depois de entrar na ecologia, há oito anos, ficou livre do veneno e consegue se sustentar bem melhor, porque os gastos com a produção são menores. Ela também aprova as políticas relacionadas à não-violência contra as mulheres firmadas pela Rede Ecovida. “É muito importante porque têm mulheres que não têm coragem de denunciar e tendo (a política) tu te se sente mais tranquila sobre isso. Nunca passei por isso, mas me senti bem tranquila”.

Em nome do STR de Três Cachoeiras o vice-presidente Evanildo Pereira Mesquita, agradeceu o curso e incentivou os colegas a persistirem na proposta. “A gente está se valorizando, a gente está se cuidando. Vamos lá ter essa força de vontade”. Para o agricultor, são transformadoras as mudanças promovidas pela agroecologia. Isso nos transforma e nos torna pessoas melhores, tanto em sociedade como em família, principalmente em família”.

Participantes

Quarenta e um agricultores e oito agricultoras participaram dos oito módulos do Curso Princípios Básicos da Agricultura Ecológica, direcionado especialmente às famílias do Núcleo Litoral Solidário da Rede Ecovida de Agroecologia. Sal da Terra, Boa Esperança, Apemsul 2, Terra Nova, Ecotorres do José, Grupo dos Alves e Grupo Ecológico da Chapada do Morro Bicudo (GEC) foram os grupos já organizados que participaram. Os grupos novos, de comunidades de Mampituba e Morrinhos do Sul, são: Grupo Três Amigos, Geapi, Terra Forte e Cascata.

Materiais

Ao longo do curso, a equipe técnica disponibilizou cartilhas, revistas, e manuais sobre produção ecológica e certificação participativa da Rede Ecovida.

Para acessar os materiais é só clicar no link ao lado do título:

Agricultura Ecológica- alguns princípios básicos: http://m.centroecologico.org.br/cartilhas/21

Produção Ecológica de Banana: http://m.centroecologico.org.br/cartilhas/16

Sistemas Agroflorestais – produção em harmonia com a natureza: http://m.centroecologico.org.br/cartilhas/11

Sistemas Participativos de Garantias – Documentos para a certificação da Rede Ecovida de Agroecologia http://m.centroecologico.org.br/certificacaoparticipativa/12

Fonte: Centro Ecológico