Em consequência das altas temperaturas e falta de chuva, os peixes dos açudes do Parque da Guarita estão sendo realocados para o Rio Mampituba. A ação é da Secretaria do Meio ambiente e Urbanismo visando evitar a mortandade de peixes. Com pouca água e alta temperatura, o lodo esquenta, podendo o barro até cozinhar os pequenos cardumes. A ação se refere apenas aos peixes nativos, como traíra e cará, por exemplo. Os peixes exóticos como carpa e tilápia, exigem outro manejo., eles não podem ser lançados no sistema natural.

O secretário Júlio Agápio explica que estes açudes por terem sido cavados, dependem só da chuva. Colocar água da Corsan no local, é uma alternativa que está fora de cogitação, por referir-se a água tratada que poderia comprometer a fauna e flora do local.

Além de monitorar os lagos do Parque, a Secretaria já está em estado de alerta para a os peixes da Lagoa do Violão. Em virtude dos anúncios de altas temperaturas para os próximos dias, a Secretaria está com atenção especial na espécie tilápia, peixe exótico, com grande população na Lagoa, muito sensível com baixas ou altas temperatura na água. O secretário prevê que se a temperatura da água chegar aos 28 graus, ocorrerá uma mortandade de tilápias por advento natural e não por causa de esgoto ou outra descarga de algum poluente.

Fonte e fotos: Ascom PMT