Na Semana Nacional do Meio Ambiente, um verdadeiro divisor na história de Arroio do Sal, a inauguração da Central de Triagem e Compostagem, no próximo dia 03 de junho, sexta-feira, a partir das 17h, na Avenida Camboim, nº 2137, Balneário Camboim, permitirá em breve transformar 100% dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) coletados no Município.

A Central de Triagem e Compostagem funcionará em uma área de seis hectares, por meio de contrato com a Cooperativa Coopersal realizando a triagem do material coletado, a posterior prensagem, pesagem e comercialização, gerando renda para famílias de baixa renda cooperativadas.

O prefeito de Arroio do Sal, Affonso Flávio Angst (Bolão), tem um carinho especial pelo projeto, que segundo ele, foi idealizado ainda em 2008, quando era vice-prefeito do Município. De lá para cá, um longo caminho foi percorrido com muitos desafios, culminando com a inauguração e projeções ainda mais ousadas para o futuro.

Não são apenas novas construções, afirma o prefeito Bolão, mas a possibilidade de transformar o meio ambiente, transformar a vida das pessoas e de Arroio do Sal, que se tornará em breve referência no processamento de resíduos não só no Litoral.

Para o secretário municipal de Meio Ambiente, Agropecuária e Pesca, Luiz Carlos Schmitt, a Central vai proporcionar ainda mais economia ao Município, com a diminuição dos custos de transporte e destinação dos inservíveis e resíduos orgânicos em locais fora de Arroio do Sal.

A Central conta com um equipamento de triagem automatizada com a capacidade de processar cerca de 100 toneladas de RSU a cada 10h, gerando material (plástico, ferro, adubo orgânico) para comercialização nas indústrias. O que não for possível aproveitar no processo de triagem e compostagem será destinado a um forno de superaquecimento, reduzindo volume e resultando em um novo material para a indústria de concreto, alcançando assim 100% de aproveitamento de toda a coleta do Município, que atualmente é de cerca de 450 toneladas mês, considerando a média coletada entre a alta e a baixa temporada.

A Coopersal

A Prefeitura de Arroio do Sal firmou convênio com a cooperativa Coopersal, que tem como presidente o biólogo Felipe Oliveira, com ampla experiência no tratamento de RSU.

Atualmente, os 27 cooperativados recebem do Município o transporte para deslocamento de suas casas até a cooperativa (ida e volta), equipamentos de segurança e uniforme (EPIs), alimentação e uma cesta básica mensal, além da remuneração resultante da comercialização dos recicláveis e, em breve, da compostagem.

Com o desenvolvimento do Projeto, espera-se alcançar cerca de 70 cooperativados trabalhando na transformação de toda a coleta de Arroio do Sal e de outros municípios, gerando renda para as suas famílias e mais qualidade de vida para a população beneficiada.

:: Quer receber as notícias da Prefeitura de Arroio do Sal no seu celular? Basta salvar o número (51) 3687-3550 na sua agenda e enviar uma mensagem com o texto: “Notícias”.

Fonte: ASCOM PMAS / Melissa Maciel