A Secretaria de Estado da Segurança Pública de Santa Catarina oficializou na tarde de ontem, terça-feira, 23, a criação da Divisão de Combate a Roubos e Furtos de Cargas que irá funcionar junto à Diretoria Estadual de Investigação Criminal (DEIC). O ato foi realizado no gabinete do secretário César Augusto Grubba com a presença do presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística Catarinense, Ari Rabaiolli, e a cúpula da Polícia Civil.

A criação desta unidade policial obedecerá ao que determina Lei 17.405/2017, promulgada no final de dezembro. A nova legislação prevê a cassação da inscrição estadual de empresas receptadoras de carga roubada. A Divisão terá um efetivo de seis policiais civis – um delegado de polícia, um escrivão e quatro agentes de polícia – e será coordenada pelo delegado Rafael Werlling.

Uma das grandes mazelas do Transporte Rodoviário de Cargas, o roubo de cargas é um crime que afeta a cadeia produtiva como um todo, na avaliação do presidente da Fetrancesc. Segundo o presidente, o transporte de cargas variadas, com valores altíssimos, além da vida dos trabalhadores precisa ser assegurado.

O secretário César Grubba ressaltou o rigor da nova legislação, que prevê a cassação da inscrição para quem recepta carga roubada. O secretário também destacou que além da imposição de ações mais rigorosas e efetivas, há necessidade de enfrentamento às organizações criminosas que têm transformado esse tipo de crime em fonte de financiamento.

 

Fonte: W3 Revista