Na última quarta-feira, 21, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Passo de Torres SC – SEMMA, recebeu inúmeras denúncias referente à mortandade de peixes no Rio Mampituba, especificamente de Bagres. No município vizinho, Torres/RS, a Policia Ambiental também recebeu denúncias semelhantes.
Diante do fato, no dia seguinte, 22, a SEMMA, representada pelo Secretário Roger Maciel, mais representantes da Secretaria do Meio Ambiente de Torres/RS, do Comitê da Bacia do Mampituba, da Colônia de Pescadores de Torres/RS e da Polícia Ambiental do Rio Grande do Sul, reuniram-se para organizar e realizar vistoria no Rio Mampituba, afim de buscar respostas para tal fato.
 A Policia Ambiental disponibilizou dois barcos e um helicóptero para a ação. Em um dos barcos, no qual estavam presentes o Tenente Gabriel, o Sargento Matias e o Secretário do Meio Ambiente do Passo de Torres, Roger Maciel, observaram alguns Bagres de tamanho médio nadando lentamente, como se estivessem tontos ou intoxicados, também foram encontrados alguns bagres mortos no trecho da ação, além disso, relatos de pescadores que foram abordados na encosta do Rio disseram terem vistos bagres mortos, porém, atualmente, em pouca quantidade.
No final da ação houve um encontro das duas embarcações para discutir as possíveis causas das mortes dos bagres, sendo uma das causas pouco provável, a salinidade elevada do Rio Mampituba devido à ação das marés, ocasionando a morte principalmente dos bagres juvenis. Mas não está descartada a possibilidade de se tratar de que algum produto químico (agrotóxico) possa ter causado tal mortandade.
Para ter um diagnostico mais preciso foram feitas coletas de água e capturados bagres mortos para análises laboratoriais. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente do Passo de Torres também fará coleta da água para análise, investigando a presença de agrotóxico na água.
 
Fonte: NorteSul