Na última terça-feira, 27, a CEEE realizou uma fiscalização com apoio da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio das Concessionárias e os Serviços Delegados (DRCP), da Polícia Civil, em Tramandaí e Imbé.
A ação resultou na prisão em flagrante, por furto qualificado, de quatro responsáveis por estabelecimentos comerciais onde foram encontradas fraudes de energia elétrica: uma marcenaria, uma oficina mecânica e um posto de gasolina, em Tramandaí, além de um mercado em Imbé.
Os nomes dos estabelecimentos não foram divulgados. O mutirão de fiscalização iniciou na Avenida Emancipação, no centro de Tramandaí, e contou com mais de 20 equipes da CEEE e Polícia Civil, totalizando mais de oitenta profissionais envolvidos.
O combate aos desvios está nas prioridades da gestão da Companhia. De acordo com o Gerente da CEEE no Litoral Norte, José Antônio Corrêa de Andrade, “essa prática afeta a qualidade da energia elétrica aos clientes regulares e resulta em prejuízos financeiros à empresa na ordem de R$ 200 milhões ao ano”.
O prejuízo com o furto de energia nos municípios do Litoral Norte totaliza R$ 12 milhões ao ano. Entre agosto e dezembro do ano passado, a CEEE Distribuição realizou uma campanha publicitária “Fez Gato. Pagou o Pato” com o propósito de alertar à população sobre os riscos do furto de energia.
 

Fonte: Litoralmania