No último Verão a Operação do Corpo de Bombeiros no Litoral Norte terminou em fevereiro, mas com a movimentação nas praias nos meses de março e até mesmo abril. Sem a presença dos guarda-vidas, mortes por afogamento foram registradas. Tudo indica que este problema será resolvido já na próxima temporada, com a ampliação para seis meses do período de contrato dos guarda-vidas civis.
Um projeto de lei aprovado, ontem, terça-feira (22), pela Assembleia Legislativa autoriza o governo do Estado a contratar até 800 guarda-vidas civis em caráter temporário por até quatro anos. O período de trabalho passa a ser de seis meses, com início em novembro e encerramento em abril.
A proposta foi aprovada por unanimidade e ainda precisa ser sancionada pelo governador. De acordo com a proposta, a responsabilidade pela seleção, treinamento, emprego operacional, acompanhamento e dispensa dos guarda-vidas civis temporários será do Corpo de Bombeiros Militar do Estado.
 
Fonte: Litoral na Rede