O administrador de uma grande transportadora de cargas foi preso, na manhã desta quinta-feira (31), em um condomínio de luxo, no município de Xangri-lá em uma operação da Polícia Federal (PF). O homem, que não teve o nome divulgado, teve a prisão temporária decretada pela Justiça. Ele é investigado por ameaçar caminhoneiros durante a paralisação dos últimos dias.
A Operação “Unlocked” também cumpriu mandados de busca a apreensão em Caxias do Sul e Vale Real. Sessenta agentes federais atuaram com apoio da Brigada Militar e da Polícia Rodoviária Federal.
De acordo com a PF, o administrador da transportadora preso no Litoral Norte teria ameaçado caminhoneiros para que não realizassem o transporte de cargas, além de obrigar motoristas a desembarcarem dos seus caminhões e os abandonarem em postos de combustíveis.
A atuação criminosa teria ocorrido nas rodovias RS-122, RS-452 e BR-116, na região dos municípios de Bom  Princípio, Feliz e Vila Cristina. A prática é chamada de “locaute”, um termo originário da expressão lock out em
inglês e que ocorre quando patrões impedindo os funcionários de trabalhar, agindo em razão dos próprios interesses e não das reivindicações dos trabalhadores.
Os crimes investigados na Operação UNLOCKED são atentado contra a liberdade de trabalho (Art. 197, II do CP) e associação criminosa (Art. 288 do CP).
 
Fonte: Litoral na Rede