Afogamento em Torres pode ter sido suicídio

0
231
Foto: Praias do Sul de Torres / Adriane Kinzel

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros Militar de Torres, foi dispensado a perícia de identificação digital, diante do reconhecimento pessoal que a família da vítima se prontificou a fazer. Visto que havia um Boletim de Ocorrência de desaparecimento (nº 1041/2020/100510), e foi reconhecido que a vítima de afogamento tratava-se de Fábio de Ramos Fernandes, 36 anos, com endereço de residência na cidade de São Leopoldo.

De acordo com informações de familiares, Fábio deixou uma carta de suicídio para a irmã que mora em Portão/RS, o que leva a suposição que o afogamento tenha sido causado pela vítima de forma intencional. O caso seguirá ainda sendo investigado pela Polícia.

Sobre o afogamento na quarta-feira, entenda o caso:

No início da noite de quarta-feira, 15 de janeiro, por volta das 19h20min, horário que não tem mais Guarda-Vidas nas praias, banhistas avistaram o corpo da vítima e avisaram o Corpo de Bombeiros de Torres via telefone 193, que havia ocorrido um afogamento na Praia da Guarita em Torres.

A Brigada Militar de Torres, que auxiliou nas buscas, foi informada por um pescador que havia encontrado um corpo a cerca de 6 km da Praia da Guarita, acionando o Corpo de Bombeiros até a Praia Lagoa Jardim – Itapeva, por volta da meia-noite.

Central de Jornalismo – Rádio Maristela

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui