O juízo da 2ª Vara Criminal da comarca de Araranguá condenou, na última semana, 23 réus a penas que, somadas, alcançaram 167 anos, nove meses e 14 dias de prisão.

Dentre os condenados, 19 eram integrantes de associação criminosa voltada para o tráfico de drogas. Os réus responderam pelos crimes de organização criminosa, tráfico ilícito de entorpecentes e associação para o tráfico. A denúncia foi julgada parcialmente procedente, em menos de um ano e quatro meses após seu recebimento.

Entre os réus, as penas individuais variaram de dois a 11 anos de reclusão. A investigação do caso foi realizada pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Araranguá, por meio da chamada “Operação Armagedom”, a qual perdurou desde o início do ano de 2017 até 12 de março de 2019, data em que foi deflagrada a operação e cumpridos diversos mandados de busca e apreensão e prisão em desfavor dos investigados.

Diversos bens móveis e imóveis, assim como valores em conta corrente, foram apreendidos ao longo do processo.

Fonte: W3 Revista