Em entrevista na Rádio Maristela nesta quarta-feira, 25 de agosto, a integrante do Grupo de Trabalho de Gênero da Rede Ecovida e do Grupo de Trabalho Mulheres da Articulação Nacional  de Agroecologia, Ana Luiza Carvalho Barros Meirelles, falou sobre a Campanha “Ficar em casa é uma questão de saúde, dividir tarefas e viver sem violência também”.

De acordo com Ana Luiza, que desde os anos 1990 acompanha a realidade das mulheres rurais da Serra e Litoral Norte do Rio Grande do Sul, a divisão das tarefas domésticas sobrecarregam as mulheres que dificilmente têm tempo para fortalecer sua autonomia na comercialização, nas políticas e decisões de grupos e organizações. Por isso, na visão da agrônoma, quando todos e todas em casa assumem responsabilidades, as mulheres ganham mais condições até para melhorar a economia da família e sua comunidade/cidade.

Confira a entrevista na íntegra:

Central de Jornalismo – Rádio Maristela