Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Em reunião com o presidente da farmacêutica União Química, Fernando de Castro Marques, em São Paulo, na tarde da última terça-feira, 26 de janeiro, o governador Eduardo Leite confirmou o interesse do Estado em adquirir doses da vacina russa Sputnik V, caso o uso seja autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária e o Ministério da Saúde não inclua o imunizante no Programa Nacional de Imunizações. A intenção foi formalizada em documento entregue durante a reunião na sede do grupo.

Os dirigentes do Grupo União Química confirmaram que reuniões entre a farmacêutica e técnicos da Anvisa têm ocorrido quase que diariamente para tratar do tema e que estão sendo agilizadas as medidas para a realização da terceira fase de testes da vacina no Brasil, processo exigido pela agência reguladora. Caso haja a aprovação, o número de doses do imunizante que deverá ser recebido da Rússia é de cerca de 10 milhões, entre fevereiro e março. A produção nacional iniciaria em abril, com capacidade de produzir 8 milhões de unidades mensais.

Fonte: Informativo Regional / SecomRS