O delegado de Polícia Civil responsável pela regional de Araranguá, Diego de Haro, e o chefe da Delegacia de Investigação Criminal, Jair Duarte, representando outros delegados do Vale do Araranguá distribuídos nas quatro comarcas, Araranguá, Santa Rosa do Sul,

Sombrio, Turvo e Meleiro, protestaram contra a aprovação da Reforma da Previdência do Estado de Santa Catarina. Dentre alguns pontos aprovados na Reforma, ficou determinado que a aposentadoria mínima dos profissionais da Segurança Pública será em 65 anos, fato que preocupa os agentes da pasta que alegam que a lei privilegia apenas policiais militares e não as outras policias do Estado.

O ato de protesto ocorreu na última sexta-feira, 06 de agosto, durante coletiva de imprensa na Delegacia Regional de Araranguá, oportunidade que foi manifestado que o trabalho na Polícia Civil vai além da ocupação de cargos de chefia, por isso, os delegados colocaram seus cargos à disposição do Governo.