Após investigações e análises das câmeras de segurança, a Polícia Civil de Capão da Canoa identificou uma criança de 11 anos como autora do desligamento do disjuntor de luz do posto de saúde – ESF São Jorge, que resultou na perda de quase 3 mil vacinas, no último sábado (14/08), em Capão da Canoa.

Segundo o investigador de polícia Renato Toscani, depois de minucioso trabalho conduzido na delegacia, foi possível identificar o autor. O menor de idade foi levado à delegacia pela mãe, onde declarou ter desligado o disjuntor de luz por brincadeira e que não sabia nada sobre o armazenamento de vacinas no posto.

O caso foi encaminhado ao Ministério Público, onde a criança será ouvida e a Vara da Infância e da Juventude definirá os próximos rumos.

Com o desligamento da energia elétrica, foram perdidas 2.994 doses de vacina, sendo 740 de Covid, 440 de Influenza e 1.814 de outras doenças, as chamadas de rotina.

Foto de capa: Divulgação/Prefeitura de Capão da Canoa