No fim de agosto, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou mudanças na cobrança de tarifas da conta de luz e o aumento chega a 7%. A “bandeira tarifária escassez hídrica” entrou em vigor na última quarta-feira (01/09) e adicionou R$ 14,20 às faturas para cada 100 kW/h consumidos. A nova bandeira representa uma alta de 49,63% em relação à bandeira vermelha patamar 2, que até agora era a mais alta do sistema e estava em vigor nos últimos meses.

Conforme comunicado divulgado pela Aneel, a previsão é de que a nova bandeira permaneça em vigor até 30 de abril de 2022. Até agora, o sistema de bandeira era revisto mês a mês.

E para reduzir o impacto desse aumento, não há segredo: é preciso economizar energia elétrica.

Foto: Divulgação Idec – Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor

Confira a seguir dez dicas para aplicar no seu dia a dia:

  • 1) Adquira aparelhos elétricos eficientes

Eletrodomésticos mais antigos costumam ser menos eficientes. Se puder, substitua-os por aparelhos mais novos e com selo PROCEL de eficiência energética. Pesquise modelos e potências mais eficientes;

  • 2) Evite banhos longos

Tome banhos de, no máximo, cinco minutos. Ao ficar tempo demais debaixo do chuveiro, você desperdiça água e consome energia elétrica em excesso, principalmente no inverno. Priorize também pelo modo “morno” ou “verão” em dias quentes;

  • 3) Fique de olho no carregador de celular

Não deixe o carregador de celular na tomada sozinho ou depois que o aparelho estiver completamente carregado. Além de evitar acidentes domésticos, ele consome energia elétrica;

  • 4) Aproveite a luz natural

Além de ser confortável para os olhos, aproveitar a luz natural do dia ajuda a reduzir o desperdício de energia. Evite acender luzes em ambientes já naturalmente iluminados, dê preferência por lugares com janelas amplas e paredes claras;

  • 5) Evite o ‘modo espera’ dos aparelhos

Nunca deixe os aparelhos ligados no “modo espera”. Não há necessidade de continuar consumindo energia se você não os está utilizando. Tire o eletrodoméstico da tomada quando não estiver em uso;

  • 6) Escolha lâmpadas LED

Dê sempre preferência às lâmpadas LED. Elas consomem até 80% menos que as lâmpadas convencionais;

  • 7) Utilize a função “timer” das TVs

Evite dormir com a TV ligada. Utilize a função “timer” ou “sleep” para que ele desligue sozinho;

  • 8) Utilize a geladeira com eficiência

Evite utilizar a parte de trás da geladeira ou do freezer para secar panos e roupas. Verifique sempre o estado da borracha de vedação e evite abrir a porta a todo momento;

  • 9) Passe as roupas de uma única vez

Junte a maior quantidade possível de roupas para passar e sempre utilize a temperatura indicada para cada tipo de tecido. Deixe as roupas leves para passar com o ferro desligado;

  • 10) Confira os fios de casa

Fios desencapados ou expostos podem gerar acidentes e contribuem para perda de energia. O recomendado é trocá-los com urgência.

Como já descrito nos tópicos acima os grandes vilões do consumo de luz são os equipamentos que consomem energia para gerar calor, como chuveiro elétrico, secadora de roupas, aquecedor e ferro de passar. Eletrodomésticos tradicionais também aumentam os gastos, principalmente geladeira, micro-ondas, freezer e lavadora de roupas. Por isso, ações simples devem ser observadas e reduzidas, visando aquela economia no bolso no fim do mês.

Fonte: G1