Desde o final do mês de setembro sem definição, a rodoviária de Torres poderá ter um novo endereço. Na última quinta-feira, 4 de novembro, o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) autorizou que o novo terminal rodoviário de Torres seja instalado na Estrada do Mar, local que antes abrigara a Churrascaria Mirim.

De acordo com o Daer, a autorização é provisória e terá validade de um ano, podendo ser renovada por mais um ano. Neste período, a empresa vencedora do processo licitatório, que operará a nova rodoviária, a Kurz & Leal LTDA precisará buscar um local definitivo para a rodoviária. 

A empresa também deverá instalar um telhado externo, na área onde os ônibus irão estacionar. Duas sinaleiras precisarão ser instaladas no local para permitir o acesso dos ônibus.

Agora, a Kurz & Leal LTDA deve protocolar o pedido na prefeitura de Torres, já que é a administração municipal que é quem irá conceder o alvará de funcionamento que viabiliza o início das operações. Segundo o direto de transportes do Daer, Lauro Hagemann, o departamento aguarda definição da prefeitura para emitir o alvará definitivo, mesmo que para uso provisório: “Nós vamos formalizar o contrato definitivo de concessão com a empresa, quando ela tiver o alvará emitido pela prefeitura de Torres, para operação da estação rodoviária”.

Foto: Maria Stolting / Rádio Maristela

Por que a necessidade de um novo endereço?

A empresa licitada que operava a antiga rodoviária optou por não renovar a licitação, que findou no dia 30 de setembro de 2021. O prédio, localizado na Avenida José Bonifácio, 524, onde funcionava a antiga rodoviária pertence a esta empresa, sendo assim, não havia a possibilidade do aproveitamento da edificação por parte da nova empresa concessionária, a Kurz e Leal Ltda, e assim se iniciou a busca por um novo local para receber a rodoviária.


Atual funcionamento da rodoviária

Após o fechamento da antiga rodoviária, a rodoviária de Torres mantém suas operações atualmente em uma espécie de ponto de ônibus rodoviário, autorizado provisoriamente pela prefeitura do município. O funcionamento se dá ao longo da via que passa por dentro do prédio da antiga rodoviária, para que a população e turistas tenham um local propício e central para realizar embarque e desembarque, de forma provisória.


Fonte: GZH