O total de nove prisões em flagrante aconteceram no Litoral Norte neste fim de semana durante mais uma edição da Operação Hoplitas realizada pela Brigada Militar. O Comando Regional de Policiamento Ostensivo do Litoral Norte (CRPO Litoral) coordenou as ações de prevenção e repressão que ainda resultaram na abordagem de 391 pessoas, fiscalização de 282 veículos, apreensão de drogas, entre as quais 25 porções de crack, 12 de maconha e 11 de cocaína, e na lavratura de um termo circunstanciado.

Duas das prisões ocorreram por envolvimento com feminicídio. Um homem de 30 anos que havia cometido feminicídio no sábado, no município de Viamão, em seguida deslocou-se ao Litoral Norte e foi preso pela Brigada Militar em Balneário Pinhal. A ação se deu após troca de informações entre a Seção de Inteligência da Corporação em Porto Alegre e agentes de inteligência do CRPO Litoral. Os policiais militares vistoriaram o veículo Fiat Palio utilizado pelo indivíduo e no interior constataram grande quantidade de sangue. O homem acabou confessando o homicídio, foi preso e conduzido à Delegacia de Polícia de Tramandaí.

Em Osório, no bairro Caravágio, na noite do domingo, outro homem (45 anos) foi preso por tentativa de feminicídio contra a própria mãe, de 69 anos, que já havia solicitado medida protetiva de urgência. Com ele foram apreendidas duas facas que, segundo testemunhas, o indivíduo utilizou para agredir a mulher, mas não conseguiu atingi-lá, pois foi contido por algumas pessoas que estavam próximas ao fato. A Brigada Militar conduziu a vítima à Unidade de Pronto Atendimento para exames.

Em uma das ocorrências de apreensão de entorpecentes, havia 420 pinos vazios, que são usados pelos traficantes para embalar cocaína e crack e vendê-las por porção.

Policiais militares da sede do CRPO Litoral, do 8º BPM e do 2º BPAT trabalharam nos períodos do início ao fim das noites da sexta-feira (05/11), sábado (06) e domingo (07) na Operação Hoplitas.

Esta é uma estratégia concentrada de policiamento ostensivo que a Brigada Militar vem realizando desde o último mês de junho, buscando a redução de homicídios, latrocínios e crimes contra o patrimônio em locais com maiores índices de criminalidade, apontados pelo Sistema Avante da Corporação.

Fonte: CRPO Litoral