Para subsidiar as comunidades e dioceses na vivência da primeira fase da caminhada sinodal, está disponível no Portal da CNBB um hotsite com informações e recursos sobre Sínodo 2021-2023, convocado pelo Papa Francisco. A página foi elaborada a partir das indicações da Equipe Nacional de Animação do Sínodo.

O assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e membro da Equipe de Animação do Sínodo, padre Júlio César Evangelista Resende, destacou a proposta de oferecer a página web:

“O percurso sinodal que acontece em cada Diocese do país indica a importância e atualidade da proposta deste Sínodo para a Igreja. O hotsite no Portal da CNBB soma-se a tantas outras iniciativas como mais um recurso neste caminho, disponibilizando informações, reflexões e materiais para subsidiar as comunidades e dioceses na vivência da primeira fase da caminhada sinodal. Além disso, o hotsite possibilita a partilha de iniciativas, material e experiência de diferentes dioceses do nosso país.”

Conteúdos

Na página, há links importantes e recursos que podem auxiliar na compreensão da proposta do Papa e no processo de escuta realizado nas Igrejas locais. A Equipe Nacional de Animação do Sínodo oferece um link para baixar o Vade-mécum, que é um manual que acompanha o Documento Preparatório com as principais orientações sobre como participar do processo sinodal.

Há também o vídeo da formação realizada em 14 de outubro, além de outras mídias a respeito da sinodalidade, da proposta do sínodo e da dinâmica de participação do povo de Deus no processo de escuta.

Estão disponíveis ainda notícias relacionadas ao sínodo e como estão as iniciativas nos regionais e dioceses. Por fim, há o link para recursos como subsídios, materiais preparados pela Equipe Nacional e pela dioceses, os quais podem ser usados em formações, encontros e outros eventos preparatórios para o Sínodo 2021-2023.

Acesse: cnbb.org.br/sinodo2023/

Imagem de capa: montagem com foto de Sincerely Media / Unsplash

Fonte: CNBB