Na última quarta-feira, 15 de dezembro, o Comitê Local de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Mampituba realizou sua última reunião do ano, tendo como destaque nas pautas principais a aprovação e homologação do Processo Eleitoral 2021-2023 realizado nos últimos meses, para a diretoria e as entidades que representam a sociedade no Comitê. Além disso, na ocasião ocorreu a aprovação do Plano de Bacia – Fase “C”.

O Processo Eleitoral teve três fases, sendo a Eleição das entidades em agosto, a diretoria em setembro e a segunda chamada em dezembro. A presidente eleita foi Maria Elisabeth da Rocha, representante da Prefeitura de Torres, o vice-presidente, Alexandre de Almeida, da Associação dos Irrigantes do Mampituba – AIRIM, e o secretário executivo, continuou com Christian Linck da Luz, da Associação de Geógrafos do Brasil – AGB.

A lista das entidades eleitas ficou com a seguinte composição:

Grupo I – Representantes usuários da água:

CORSAN, Prefeituras de Dom Pedro de Alcântara, Torres, Mampituba e Morrinhos do Sul, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Torres e Mampituba, AIRIM, Associação das Construtoras e Incorporadoras de Torres, Associação Praiagrandense de Condutores para Ecoturismo, Colônia dos Pescadores de Torres;

Grupo II – População da Bacia:

Câmara de Vereadores de Torres, Dom Pedro de Alcântara e Morrinhos do Sul, Associação Torrense de Proteção aos Animais, LIONS, ULBRA, Pro-Squalus, EMATER, IRGA, Onda Verde, Centro Ecológico, AGB, Associação Sulbrasileira de Geólogos, Jornal A Folha, SINDIÁGUA, SENGE e CPERS;

Grupo III – Entidades Estaduais e Federais:

ICMBio, FEPAM, Pelotão Ambiental, Corpo de Bombeiros-Defesa Civil, Secretaria Estadual da Saúde e Secretaria Estadual da Agricultura.  

De acordo com o secretário executivo, Christian Linck da Luz, outra grande conquista socioambiental para a região foi a aprovação por unanimidade do Plano de Bacia – Fase “C” – Plano de Ações (última fase, após a conclusão da Fase A – Diagnóstico e Fase B – Enquadramento) das Entidades do CBH Mampituba e CBH Araranguá e Afluentes do Rio Mampituba, presentes na Reunião Conjunta e acompanhada de Representantes das Secretarias Estaduais do Meio Ambiente do RS e SC e Federal, da Agência Nacional das Águas – ANA.

“Após publicação legal, teremos um instrumento balizador nas ações socioambientais para os 18 municípios da nossa Bacia Hidrográfica, destacando-se, por exemplo, ações de Saneamento, Recuperação das nascentes e matas ciliares e gestão para o uso e conservação dos nossos valiosos recursos hídricos”, explica Christian.

Para mais informações contate pelo e-mail: comitemampituba@gmail.com ou em www.sites.google.com/view/plano-mampituba na Página do Plano.

Com informações do Comitê Mampituba