Houve aumento na fiscalização, com o triplo de motoristas autuados por embriaguez

Ações de combate ao crime e de segurança viária, com o triplo de veículos fiscalizados, marcaram as operações da Polícia Rodoviária Federal que trabalhou diuturnamente fazendo a sua parte para a redução de 40% no número de mortos e 62% no de feridos

Durante a Páscoa, houve aumento na movimentação de veículos nas rodovias federais gaúchas, quase atingindo os patamares comuns ao período anterior à pandemia. Foram registrados diversos pontos de congestionamento nas rodovias de chegada à região metropolitana durante a tarde e a noite de domingo.

Com a fiscalização de trânsito focada nas condutas que geram maior risco de letalidade, os Policiais Rodoviários Federais cumpriram sua missão no combate à violência no trânsito. Diversas ações focadas nos locais com maior índice de acidentalidade foram realizadas, resultando no aumento da fiscalização (5.492 veículos fiscalizados, aumento de 258%), e das autuações (2.533 autos, aumento de 63%), em comparação com o ano passado. Destaque para as autuações de motoristas embriagados e/ou que se recusaram a realizar o teste com o bafômetro (153 autuados, aumento de 264%).

As rondas ostensivas foram reforçadas, principalmente nos horários e locais de maior movimento, tornando o policiamento mais visível e o tempo de resposta às ocorrências menor. Em geral a movimentação foi muito maior que a de 2021, muito próxima a da Páscoa de 2019, a última antes da pandemia.

As ações de combate ao crime para promover segurança aos usuários da rodovia ocorreram diuturnamente. Veículos suspeitos de serem utilizados para o cometimento de crimes foram interceptados e fiscalizados, refletindo na prisão em flagrante de 48 criminosos (aumento de 71%).



Fonte: PRF