Embora a maior produção de maracujá do Rio Grande do Sul esteja no litoral norte, com mais de 5 mil quilos colhidos em sete municípios, conforme o Censo Agropecuário do IBGE de 2017, de acordo com o Centro Ecológico, o cultivo de maracujá orgânico na região ainda é pequeno frente à crescente demanda por polpa. Mas para que mais famílias possam investir em parreiras orgânicas, especialistas apontam que o primeiro passo é ter mudas desta cultura.

Pensando nisso, a Cooperativa de Produtores Ecologistas Econativa e o jovem casal Jovana Moschen e Leonel Gauer desde janeiro de 2021 firmaram uma parceria que pode ampliar área plantada com maracujá orgânico na região. “A ideia é essa: a gente produzir as mudas para agricultores ecológicos, que daí eles podem vender para a cooperativa fruto próprio para a polpa”, explica Jovana. 

Ela e o companheiro, Leonel, produzem maracujá desde que se mudaram de Caxias do Sul para a área rural de Torres, em 2019.

Além das frutas e mudas de maracujá, Jovana e Leonel manejam de forma ecológica frutíferas como abacate, laranja e goiaba, que já estavam no sítio.

Fonte: Centro Ecológico