Com a passagem do ciclone subtropical chamado de tempestade Yakecan, pelo Litoral Norte gaúcho e Sul catarinense, com rajadas de vento intenso de até 108Km/h em alguns locais, algumas cidades registraram danos materiais.

Nesta quarta-feira, 18/05, a Defesa Civil dos municípios contabiliza os estragos. Até o momento, os danos mais recorrentes são destelhamentos de prédios públicos e de residências, como o Hospital de Tramandaí, quedas de postes de energia e de árvores, inclusive em rodovias, como a Estrada do Mar (ERS 389), na região de Arroio do Sal, e na Rota do Sol (ERS 486) em Três Forquilhas. Na cidade de Três Cachoeiras, comunidade da Vila Fernando Ferrari, o salão comunitário da Igreja Católica desabou.

No Sul catarinense, além de destelhamentos e queda de árvores, existem registros de danos nas lavouras. O vento forte se concentrou mais nos municípios de encostas, como Lauro Muller, Treviso, Siderópolis, Timbé do Sul, Jacinto Machado e Praia Grande, especialmente com prejuízos nas lavouras de banana.