O próximo eclipse lunar parcial, que esconderá 97% do satélite natural no dia 19 de novembro deste ano, próxima sexta-feira, será o mais longo do século. Enquanto alguns fenômenos do tipo duram minutos ou até uma hora, este terá mais de três horas de duração. Especificamente 03h28m23s, de acordo com a NASA.

No Brasil, será possível ver cerca de 2h, pois a lua já estará muito abaixo do horizonte durante a segunda metade do evento. De acordo com o Espaço Ciência, o fenômeno poderá ser visto de Pernambuco. Segundo dados da plataforma “Time and Date”, o eclipse parcial poderá ser visto do Recife a partir das 03h02, com eclipse máximo por volta das 04h46 e final às 4h51, totalizando cerca de 1h50.

Os horários variam de acordo com a localização no país. Em São Paulo, por exemplo, começará às 3h, acabando pouco depois das 5h. Já em Manaus, começará às 2h, acabando depois das 5h40. Quanto mais ao Oeste do país, mais tempo terá o evento. A observação também dependerá das condições climáticas das regiões.

Os eclipses lunares ocorrem quando a Lua, o Sol e a Terra se alinham brevemente, bloqueando os raios solares que costumam chegar à superfície do satélite natural do planeta. Isso gera uma sombra que encobre a Lua pouco a pouco. Na madrugada do dia 19, a sombra terrestre esconderá 97% da Lua Cheia, por isso o fenômeno é chamado de “eclipse parcial”.

Também é possível que o satélite natural fique vermelho, fenômeno conhecido como “Lua de Sangue”. A tonalidade do vermelho dependerá da poluição, das nuvens e detritos na atmosfera da Terra. Quando um eclipse total ocorre logo após uma erupção vulcânica, por exemplo, as partículas na atmosfera farão a Lua parecer mais escura do que o normal.


Fonte: UOL