Na última semana, a secretária da Saúde do Rio Grande do Sul, Arita Bergmann, esteve em Tramandaí para uma reunião com os secretários municipais da Saúde tratando das principais demandas do Litoral Norte. Entre elas, as tratativas para tratamento oncológico no hospital São Vicente de Paulo em Osório, evitando deslocamento para tratamento em Porto Alegre.

Janete Ferri Teixeira, coordenadora da 18ª Coordenadoria Regional de Saúde do Litoral Norte gaúcho, falou sobre em entrevista para a Rádio Maristela, na terça-feira, 29/03. De acordo com Janete, foi apontado na reunião a condição do hospital de Osório e a região suportarem a demanda. Tendo o setor de oncologia na região, os pacientes não precisariam ficar viajando para a capital em um momento de fragilidade.

Porém, o hospital precisa passar ainda por mudanças e reformas para atender a especialidade. A intenção, segundo Janete, é fazer com que os hospitais da região sejam resolutivos, para que a população não precise buscar alta complexibilidade na capital. 

Janete enfatizou que estão trabalhando para fortalecer o atendimento especializado em cada hospital do Litoral Norte. Na entrevista não foi informada a data prevista para o início do serviço à população.

A coordenadora mencionou na entrevista a realização da audiência pública, em 14/03, em Torres, que busca a disponibilização de um hospital regional no Litoral Norte gaúcho. Janete reiterou que a região possui cinco hospitais grandes e dois menores, cada um é responsável por uma especialidade e o hospital regional seria a junção de todas as demandas.

Estagiária Paula Borges, sob supervisão de Melissa Maciel