O delegado de Polícia Civil de Torres, Juliano Aguiar de Carvalho, confirmou na manhã de hoje, 27/01, em entrevista para a Rádio Maristela, que foi finalizado e remetido à justiça o inquérito policial sobre o caso que vitimou o professor Cleberton Santos Pacheco, 45 anos, conhecido por Gordo, em 28 de agosto de 2021, em Torres.

De acordo com o delegado, houve a decisão por indiciamento da acusada, a ex-companheira da vítima, que na época alegou legítima defesa. A Polícia Civil indicia a autora por lesão corporal seguida de morte, ou seja, quando a autoria do crime tem intenção de ferir gravemente e acaba causando a morte da vítima.

O inquérito policial foi remetido à Justiça que dará vistas ao Ministério Público que poderá acatar ou não as conclusões, oferecer denúncia pelo mesmo crime ou outro, conforme seu entendimento, e ainda determinar outras diligências à Polícia Civil.

Entenda o caso

O Homicídio ocorreu em 28 de agosto de 2021, no centro de Torres, em edifício localizado na esquina da Avenida Silva Jardim com a Rua Borges de Medeiros, próximo ao Banrisul, vitimou o professor Cleberton Santos Pacheco, 45 anos, conhecido por Gordo.

De acordo com informações preliminares, uma mulher teria golpeado seu parceiro com uma faca, após uma discussão, e este teria falecido em decorrência de uma hemorragia na veia femoral.